Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

O Poeta Que Desaprendeu Escrever

E m uma cidadezinha pequena, vivia um poeta adorado pelos moradores. Seus versos tocavam profundamente quem os lia. Escrevia sobre sentimentos comuns a todos, porém de forma única. Uma sucessão de palavras que fluíam leves como o vento. Era, enfim, um verdadeiro artista das palavras, autor de maravilhas frasais.      Esse poeta, conhecido como Jean, O Arquiteto da Alma, publicava suas poesias todos os domingos, na única praça da cidade. Escrevia à mão, com caligrafia impecável, numa tela grande sobre um cavalete, e deixava junto ao chafariz. Fazia-o sempre antes do nascer do sol, quando a cidade ainda dormia, e partia em seguida. Mesmo reconhecido por todos, ele nunca conversava sobre seus poemas. Escrevia-os para serem lidos e interpretados de forma pessoal. Não se achava no direito de impor um significado exato.      Contudo, a inveja era um mal que alcançava até os lugares mais remotos, e não foi diferente com aquela cidade. Certo cronista do jornal local não suportava ver como o po

(...)

S entimento ambíguo A liado da distância U m pequeno espinho na grande rosa D e expressão zombeteira A inda assim é incapaz de nos esmorecer D e repente, qual um milagre, perde as forças E enfim torna-se lembrança     Palavra bela, significado dolorido     Sentimento nobre     Apenas uma mensageira     Ressaltando a marca do que já se foi     E anunciando algo por vir     De volta para casa... Angelus. S abor da alma A mor atrelado em versos U m sentimento com gostinho de bis D e dentro, por dentro da gente A costurar os retalhos que a vida deixou D esconfia do destino e credita a fé E então, respinga doçuras         Faz morada; o longe também é casa     Basta afeição     E lá vem ela     Desvenda o que vai ao íntimo     Chora e revigora     E passa, e volta... Wanderly Frota. Mais uma parceria com a incrível Wanderly Frota, uma pessoa muito querida para mim. É sempre um privilégio poder escrever em compnhia de alguém tão delicada com as palavras e com sentimentos. Para quem já con

Na Medida do Meu Possível

  fonte: Weheartit Eu tentarei Farei tudo o que estiver ao meu alcance Lutarei Irei o mais longe que puder Na medida do meu possível Sim, O Meu Porque é o único que conheço Pelo menos assim suponho Meu possível Ele é do tamanho de... Bem, não sei de que tamanho é Só me resta jogar as fichas E contá-las no final Apenas sei que é meu Almejo que seja o bastante Assim o será Será? Veremos. Na medida do possível... Angelus.