Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

30.000 visualizações do VPC

O Versos, Prosas e Colóquios atingiu mais uma marca simbólica.
Mesmo eu postando com pouca frequência e não interagindo como antes na blogsfera, ainda sim é bom chegar a esse número.

Sem mais enrolações, OBRIGADO!

Mozer.

Metamorfoseando

A procura está encerrada Eis que surge a verdadeira dona Detentora destes versos desconexos
A linha tênue do afeto foi ultrapassada O que era belo transformou-se Agora é Infinito
Musa verdadeira Pura de alma De olhos mutantes
Mesmos olhos que outro dia julguei brilhar Um fulgor rápido Porém repetido várias vezes na lembrança
Estes versos são uma pretensão e um risco Humildes e ousados Mas acima de tudo transformadores
Com igual efeito Para ambos Assim espero
Que teus lindos olhos os vejam Os aceitem E transmutem o teu coração
Um sentimento real Em palavras torna-se vago Indescritível
Tu és anjo, fada, ou o que for Exerce mágica sobre mim És enfim,

A minha inspiração.
Mozer.

Meu Eu Normal

Ah, meu Eu normal, Desculpe a sinceridade Mas você é tão chato!
Nem mesmo eu gostaria de você Caso fosse outra pessoa
Onde guardas todos os desejos? Onde esconde todos os pensamentos? Todas as verdades não ditas?
Desprenda-se dessa fachada Imposta sob ameaças de não aceitação
De tanto querer agradar Não agrada a ninguém Muito menos a si próprio
Pare de falar e faça Pare de pedir e tome
Daqueles que te contemplam verdadeiramente Desprovido de fórmulas Sorte ou azar
Perdoe a honestidade Não a confunda com descortesia
Sei que é sombrio pensar isso de você De nós De mim
Mas uma Leanan veio visitar-me E agora perdi o bom senso
Ah, meu Eu normal Ao menos uma vez entremos em acordo O real nos espera
Você está pronto?

Mozer.